Curso Patologias em Projetos e Instalações Hidráulicas (Módulo 1 e 2)

31/05/2017
 
MÓDULO 1 - Dia 31/05
 
Tema: “PATOLOGIAS  EM  INSTALAÇÕES  PREDIAIS DE ÁGUA FRIA E QUENTE” 

A QUEM SE DESTINA:
 
Eng. Civil, construtores, empreiteiros, encanadores e todos os profissionais envolvidos na construção civil.

 
OBJETIVOS DO CURSO:
 
  • Chamar a atenção para a importância do projeto hidráulico do edifício, tendo em vista que 75% das patologias da construção são decorrentes de problemas relacionados com as instalações hidráulicas prediais;
  • Mostrar a importância da avaliação periódica e criteriosa para avaliar o real estado de conservação e manutenção das instalações de água fria, bem como o grau de criticidade das deficiências constatadas;
  • Destacar que o prévio conhecimento das falhas mais freqüentes poderá contribuir no sentido de evitar futuras ocorrências de patologias em sistemas prediais de água fria;
  • Apresentar as patologias mais frequentes no sistema predial de água fria e discorrer sobre as medidas preventivas e adequadas para evitar a ocorrência dessas patologias, bem como solucionar os problemas surgidos.

 
JUSTIFICATIVA
 
A ocorrência de patologias nas edificações implica em custos adicionais, ações jurídicas e perda de notoriedade de Marca. Estima-se que, 5% do custo total da obra é o valor que a empresa gasta para “reparos em obras entregues a clientes”.
 
Desde 11 de março de 1991, quando entrou em vigor a Lei 8.078/90, que dispõe sobre a Proteção do Consumidor, conhecida como “CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR-CDC”, o CREA/SP apresentou para os profissionais o Manual do Profissional que leva ao conhecimento da classe as modificações que a referida lei impôs ás relações de consumo como um todo. 
 
Essas modificações obrigaram uma mudança de comportamento do profissional em relação aos seus clientes. Apesar dos rigores da nova lei, existe o aspecto favorável, pois, em virtude desses mesmos rigores, os profissionais técnicos, não somente da área de engenharia e arquitetura, mas de todos os segmentos da sociedade, foram compelidos a um esforço no sentido de um maior aprimoramento, qualificação e desenvolvimento, eliminando do mercado aqueles que não se adequaram. 
 
Segundo alguns estudos, 75% das patologias da construção são decorrentes de problemas relacionados com as instalações prediais de água e esgoto. Por essa razão, os profissionais da área têm que conhecer profundamente as causas desses problemas que aparecem durante a execução da obra ou durante o uso das instalações prediais após a obra concluída, para que possam traçar um perfeito diagnóstico e com isso propor as melhores soluções técnicas para esses problemas. 
 
É importante ressaltar que o estudo das patologias freqüentes em sistemas prediais hidráulico-sanitários não reside somente na atuação corretiva, mas na possibilidade da atuação preventiva, especialmente quando elas têm por causa falhas no processo de produção dos respectivos projetos de engenharia.
 

 

 
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
 
  • Principais erros na concepção e instalação de reservatórios
  • Pressão insuficiente para alimentação do reservatório 
  • Defeitos em bombas centrífugas 
  • Principais problemas no sistema de recalque 
  • Controle da pressão em sistemas prediais hidráulico-sanitários
  • Dispositivos controladores de pressão nas instalações (principais problemas)
  • Vazamentos nas tubulações
  • Vazamentos visíveis e não visíveis
  • Detecção de vazamentos
  • Vazamentos em torneiras
  • Vazamentos em torneiras de acionamento hidromecânico
  • Vazamentos em torneiras de acionamento por sensor
  • Problemas no funcionamento de válvulas de descarga
  • Ruídos e vibrações nas instalações prediais de água fria
  • Ruídos causados pelo golpe de aríete
  • Rupturas por tensionamento
  • Rupturas em tubos e conexões
  • Vazamentos nas juntas soldáveis por excesso de adesivo plástico  
  • Materiais incompatíveis
  • Redução da vida útil da tubulação devido a qualidade da água
  • Durabilidade das tubulações
  • Entupimento das tubulações pela presença de incrustações
  • Entupimento de chuveiro
  • Problemas com a incidência de ar nas tubulações de água fria
  • Incidência de ar no ramal predial
  • Principais causas de patologias em sistemas de água quente
  • Materiais utilizados na condução de água quente
  • Condução de água quente com temperatura e pressão excessiva
  • Patologias ocasionadas pelo desempenho de aquecedores
  • Problemas na rede de distribuição
 
 

  

MÓDULO 2  - Dia 01/06/2017

Tema: “PATOLOGIAS EM INSTALAÇÕES PREDIAIS DE ESGOTO  E ÁGUAS PLUVIAIS” 



A QUEM SE DESTINA:
 
Eng. Civil, construtores, empreiteiros, encanadores e todos os profissionais envolvidos na construção civil.

 
OBJETIVOS DO CURSO:
 
  • Chamar a atenção para a importância do projeto hidráulico do edifício, tendo em vista que 75% das patologias da construção são decorrentes de problemas relacionados com as instalações hidráulicas prediais;
  • Mostrar a importância da avaliação periódica e criteriosa para avaliar o real estado de conservação e manutenção das instalações de esgoto, bem como o grau de criticidade das deficiências constatadas;
  • Destacar que o prévio conhecimento das falhas mais freqüentes poderá contribuir no sentido de evitar futuras ocorrências de patologias em instalações de esgoto;
  • Apresentar as patologias mais frequentes das instalações de esgoto e discorrer sobre as medidas preventivas e adequadas para evitar a ocorrência dessas patologias, bem como solucionar os problemas surgidos.

 
JUSTIFICATIVA
 
A ocorrência de patologias nas edificações implica em custos adicionais, ações jurídicas e perda de notoriedade de Marca. Estima-se que, 5% do custo total da obra é o valor que a empresa gasta para “reparos em obras entregues a clientes”.
 
Desde 11 de março de 1991, quando entrou em vigor a Lei 8.078/90, que dispõe sobre a Proteção do Consumidor, conhecida como “CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR-CDC”, o CREA/SP apresentou para os profissionais o Manual do Profissional que leva ao conhecimento da classe as modificações que a referida lei impôs ás relações de consumo como um todo. 
 
Essas modificações obrigaram uma mudança de comportamento do profissional em relação aos seus clientes. Apesar dos rigores da nova lei, existe o aspecto favorável, pois, em virtude desses mesmos rigores, os profissionais técnicos, não somente da área de engenharia e arquitetura, mas de todos os segmentos da sociedade, foram compelidos a um esforço no sentido de um maior aprimoramento, qualificação e desenvolvimento, eliminando do mercado aqueles que não se adequaram. 
 
Segundo alguns estudos, 75% das patologias da construção são decorrentes de problemas relacionados com as instalações prediais de água e esgoto. Por essa razão, os profissionais da área têm que conhecer profundamente as causas desses problemas que aparecem durante a execução da obra ou durante o uso das instalações prediais após a obra concluída, para que possam traçar um perfeito diagnóstico e com isso propor as melhores soluções técnicas para esses problemas. 
 
É importante ressaltar que o estudo das patologias freqüentes em sistemas prediais hidráulico-sanitários não reside somente na atuação corretiva, mas na possibilidade da atuação preventiva, especialmente quando elas têm por causa falhas no processo de produção dos respectivos projetos de engenharia.
 

 

 
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
 
  • Mau cheiro proveniente das instalações de esgoto
  • Ausência ou ventilação incorreta do sistema de esgoto
  • Acesso de esgoto no sistema de ventilação
  • Vazamentos em tubulações de esgoto aparentes
  • Vazamentos em tubulações de esgoto embutidas
  • Vazamentos em aparelhos sanitários
  • Vazamentos em ralos
  • Entupimento de tubulações
  • Entupimento no banheiro 
  • Entupimento na cozinha
  • Entupimento em áreas de serviço
  • Obstrução das tubulações por ausência de declividade  
  • Retorno de espuma nas instalações de esgoto por falhas de projeto
  • Espaçamento incorreto entre apoios das tubulações (flechas excessivas)
  • Recalque de tubulações enterradas
  • Travessia de vigas e paredes
  • Vazamentos em pé de coluna
  • Deformação da tubulação de esgoto
  • Infiltração de água em telhado
  • Infiltração de água por seção insuficiente de calhas
  • Transbordamento de calhas por ausência de declividade
  • Transbordamento por entupimento no bocal das calhas
  • Vazamentos em calhas por falhas de execução
  • Dilatação de calhas e rufos
  • Infiltração de água em telhado por erros na colocação de rufos
  • Transbordamento de água por seção insuficiente de condutores
  • Vazamentos de água em condutores verticais
  • Infiltração de água devido a vazão concentrada sobre telhados
  • Ressecamento de condutores aparentes (expostos ao sol)
  • Ligação de condutores de águas pluviais 
  • Uso inadequado de águas pluviais em sistemas prediais

INSTRUTOR DO CURSO
 
Prof. Eng. Civil Roberto de Carvalho Junior
 
Licenciado em Matemática, com habilitação em Física e Desenho Geométrico. Pós-graduado em Didática do Ensino Superior. Mestre em Hidráulica e Saneamento. Mestre em Arquitetura e Urbanismo.
Projetista de Instalações Prediais desde 1982, já elaborou inúmeros projetos de edificações de médio e de grande porte, executados em várias cidades do Brasil.
Desde 1994, atua na área acadêmica, em faculdades de Arquitetura e Urbanismo e Engenharia Civil, como professor universitário das disciplinas de instalações prediais.  
É palestrante e autor dos livros “Instalações Hidráulicas e o Projeto de Arquitetura”; “Instalações Elétricas e o Projeto de Arquitetura”;  “Patologias em Sistemas Hidráulico-Sanitários” e “Instalações Prediais Hidráulico-Sanitárias – Princípios  básicos para elaboração de projetos”. Todos os livros editados pela Blucher. 
É autor de diversos artigos e publicações em vários jornais e revistas do país voltadas a construção civil, falando especificamente sobre assuntos relacionados a sua área de atuação.
Atualmente, trabalha na área acadêmica e como consultor independente.
 

  
 
Informações:
 
  • Dia 31 de Maio de 2017 - Módulo 1 - Das 18h30 às 22h30
  • Dia 01 de Junho de 2017 - Módulo 2 - Das 18h30 às 22h30
  • Carga Horária: 8h
  • Local: Auditório - AEA/SJCampos
  •  Av. Anchieta, 551 - Jd. Esplanada - São José dos Campos - SP
  • (12) 3921-6259 / contato@aeasjc.org.br
  • Será emitido Certificado

 
Investimento (Módulos 1 e 2):
 
  • Associado R$ 120,00
  • AEA da RM do Vale R$ 170,00
  • Não Associado R$ 250,00

 
 
Realização:
 
 

Cadastre-se para receber o Boletim Informativo com a agenda de eventos e novidades. AEA/SJCampos - Desde 1958 trabalhando para a valorização e a qualificação do profissional.

* indicates required

Powered by MailChimp

2017 Agenda Completa

Janeiro
Fevereiro
Março
Abril
Maio
Junho
Julho
Agosto
Setembro
Outubro
Novembro

Todas as agendas: 2016 2015 2014 2013 2012


Voltar